Projeto “Sinais Vitais” - O Uso Inteligente dos seus Indicadores de Desempenho:


   Dentre as diferentes razões que levam as Organizações a implementarem Sistemas de Gestão, talvez a mais importante e menos visível é a de identificar o seu desempenho, avaliando permanentemente os pontos positivos e negativos, através de seus Indicadores de Desempenho.


   Considerando que dentre as muitas informações documentadas do Sistema de Gestão se encontram dados referentes ao processos e demais atividades, e que estes se constituem em sinais da realidade diária e permanente de cada organização, a Qualitividade desenvolveu o Projeto “Sinais Vitais” que é uma ferramenta que permite aos Líderes avaliarem em um Painel de Bordo os seus indicadores de desempenho devidamente balanceados; de modo que através deles tomem decisões certas nas horas certas e assegurem o crescimento contínuo e sólido em busca do sucesso.


   Este Projeto considera as seguintes atividades:

- Análise dos Indicadores de Desempenho Existentes na Organização (ID’s);

- Palestra: O Uso Correto dos Indicadores de Desempenho como Ferramenta de Gestão Empresarial;

- Metodologia de Correlação dos Indicadores de Desempenho;

- Consolidação da metodologia com a Diretoria;

- Execução da Coleta de Dados e Preparação das Planilhas de Acompanhamento dos Indicadores de Desempenho;

- Preparação dos Painéis de Bordo;

- Análise de Dados e Tomada de Decisão Baseada em Fatos; e - Divulgação dos Resultados aos Colaboradores.


 


Projeto “Chama Viva” - A Manutenção e a Melhoria do Sistema de Gestão:


   A implantação de qualquer Sistema de Gestão (individual ou integrado) é uma ferramenta gerencial muito potente, que ao determinar o contexto organizacional, ao identificar riscos e oportunidades e ao definir os requisitos das partes interessadas disponibiliza à Organização o atingimento de maiores níveis de competitividade assegurando o sucesso e a permanência no mercado.


   Os próprios Sistemas de Gestão requerem que se efetive um cuidadoso Planejamento visando a sua continuidade seja na manutenção seja nas mudanças, pois via de regra é mais difícil manter do que implementar e mais difícil ainda é suportar as constantes mudanças a que as organizações estão sujeitas.


   Passadas as fases de implementação e de certificação, a manutenção do Sistema de Gestão é uma atividade que exige muita perseverança, persistência e até mesmo uma certa obstinação, pois é sabido que a manutenção e a busca da tão almejada melhoria contínua dependem de ações coordenadas e que permitam avaliar e corrigir eventuais falhas bem como implementar as melhorias, efetivando o aprendizado e assegurando o crescimento sustentado da Organização, como definido por um de nossos clientes: - “ é mais fácil acender a vela do que manter a chama viva”, daí o nome “Chama Viva”.


   O projeto é desenvolvido após avaliação do Sistema de Gestão em questão e adequado em função das necessidades de cada Organização, contendo fases de: - avaliações, - provimento de competências, - orientações, e - análise de resultados.


 Contate-nos para maiores informações:


Compartilhe