Projeto “Chama Viva” - A Manutenção e a Melhoria do Sistema de Gestão:

   A implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade é uma ferramenta gerencial muito potente, disponível para atingir os níveis de competitividade desejados e através da obtenção e a demonstração da qualidade na produção de bens e prestação de serviços.

   O próprio Sistema de Gestão da Qualidade requer no item 5.4.2 seja efetivado o Planejamento do SGQ a Organização deve definir as ações de implementação, de certificação, de manutenção e de atuação no caso de mudanças que possam interferir no SGQ implementado.


   Passadas as fases de implementação e de certificação, o início da manutenção do SGQ é uma atividade que exige muita perseverança, persistência e até mesmo uma certa obstinação, pois aos menos avisados, uma vez que o certificado esteja afixado na parede e os clientes sabendo do feito, entretanto é sabido que a manutenção e a busca da tão almejada melhoria contínua depende de ações coordenadas e que permitam avaliar e corrigir eventuais falhas bem como implementar as melhorias, efetivando o aprendizado e assegurando o crescimento sustentado da Organização, daí o nome deste Projeto : Chama Viva.


   A melhoria contínua será conseguida se a Organização exercitar sua capacidade de aprendizado (a partir da análise de seus resultados, e da adoção de ações corretivas e preventivas eficientes e eficazes), e será efetivada ao garantir o crescimento sustentável.


   A Norma NBR ISO 9001/2000, voltada para os resultados organizacionais, orienta a Organização para a implantação de seu Sistema de Gestão da Qualidade e a capacita a mensurar seus resultados através do acompanhamento dos indicadores de desempenho relativos ao atendimento à Política da Qualidade e aos Objetivos da Qualidade.


   Esta norma faz parte de um conjunto de 3 normas, que deve ser entendido como um todo, pois além da NBR ISO 9001 (que serve para a certificação) é fundamental que se considere também as normas NBR ISO 9000 (que descreve os Fundamentos do SGQ e apresenta a Terminologia) e a NBR ISO 9004 (que contém os requisitos da NBR ISO 9001, fornece diretrizes para a melhoria do desempenho ao considerar tanto à eficácia quanto à eficiência do SGQ, e orienta para a melhoria deste desempenho).


   Esta proposta se destina à prestação de serviços para Apoio à Manutenção e o Desdobramento do Sistema de Gestão da Qualidade em conformidade com a Norma Brasileira ISO 9001/2000, assegurando o aprendizado e o desenvolvimento sustentável da Organização baseados nas seguintes ações:

1 – Ações de Execução:
A – Revisão do Mapeamento dos Processos Operacionais, Administrativos e da Gestão;
B – Definição e Operacionalização dos Indicadores de Desempenho para a Análise de Dados;
C – Revisão de Documentos e dos Planejamentos da Gestão da Qualidade;
D – Definição e Uso de Práticas para a Operacionalização Eficaz do SGQ.

2 – Ações de Competência de Pessoas:
E – Seminário Gerencial: O Papel da Alta Direção;
F – Curso: Como Entender, Manter e Aproveitar o seu Sistema de Gestão da Qualidade;
G – Curso: Definição, Implementação, Operacionalização e Análise dos Indicadores de Desempenho;
H – Curso: Implementação de Ações Corretivas e Ações Preventivas;
I – Palestra: Conscientização e Motivação para a Qualidade;
J – Seminário: Sistemas de Gestão Integrada – Qualidade, Meio Ambiente, Segurança e Saúde Ocupacional e Responsabilidade Social.

3 – Ações de Avaliação:
K – Realização das Auditorias Internas do Sistema de Gestão da Qualidade;
L – Realização de Auditorias Externas para a Avaliação e Acompanhamento de Fornecedores;
M – Realização de Pesquisas de Satisfação do Cliente.

4 Ações de Análise:
N – Reunião de Análise de Dados;
O – Reunião de Análise Crítica pela Direção.

5 Ações de Melhoria (Correção e Prevenção):
P – Adoção das Ações Corretivas Pós Auditorias Internas;
Q – Acompanhamento das Auditorias de Acompanhamento do OCC.

6 – Atividades Não Presenciais:
R – Atividades Não Presenciais.

   Alguns dos itens acima podem ser preparados, ou mesmo executados, nos escritórios da Qualitividade, constituindo-se nas denominadas Atividades Não Presenciais, que são previamente planejadas e executadas em comum acordo entre a Qualitividade, o Consultor e a Organização.

Considerações Importantes:

   Tomando-se em conta a adequação, adaptação e personalização destas atividades às necessidades específicas de cada Organização algumas ações particulares devem ser acordadas entre a Qualitividade e a Organização, dentre as quais destacam-se:

   • Definição de um Coordenador próprio por parte da Organização e de um mesmo Consultor (ou mesma equipe de consultores) por parte da Qualitividade;
   • Disponibilização e autorização por parte da Organização de seus procedimentos e dados para inclusão e apresentação nos cursos e orientações de seus próprios exemplos;
   • Elaboração conjunta de um Planejamento de Visitas (com o respectivo cronograma) e a definição de execução conforme o planejado;
   • Disponibilização de material didático e de apoio por parte da Qualitividade.


Compartilhe